segunda-feira, 2 de junho de 2014

IT'S A TRAP - Cultura

  O primeiro impulso científico no estudo sobre cultura veio numa época pós-expansão marítima e com o imperialismo, por causa de relatos de navegadores, que por viajarem pelo mundo, entravam em contato com outras culturas. Influenciado por Darwin, os cientistas acreditavam que a cultura era determinado por fatores geográficos e biológicos, tais como a raça e a genética. Mas, com o tempo, foi se separando o fator biológico de coisas que pessoas aprendem, até que Edward Tylor deu a seguinte definição de cultura: "Cultura é o todo complexo que inclui conhecimentos, crenças, arte, oral, leis, costumes ou qualquer outra capacidade ou hábitos adquiridos pelo homem enquanto membro de uma sociedade." Resumindo, cultura são os conhecimentos, artes, crenças em comum que as pessoas compartilham quando interagem. A partir daí, começou-se a entender a diversidade humana por um fator cultural e não biológico.

  Quando nascemos, somos colocados em um mundo de regras do que podemos ou não fazer. Quando crescemos, vamos conhecendo opiniões e gostos de outras pessoas. Então, nos identificamos ou rejeitamos tais gostos. Assim, basicamente que vamos formando nossas opiniões e, criando uma individualidade. A individualidade está relacionada a cultura pois nós conseguimos valores e opiniões pelo jeito que nós entendemos o mundo.   
   No mundo atual, a antropologia considera a cultura como um sistema, em que há um significado, simbologia e sentido. Ou seja, cada cultura é diferente da outra pois cada uma é singularizada. Por exemplo, posso gostar da mesma música que você, mas tal música tem um significado pra mim, que é diferente pra você.
  Já que cada cultura entende e interpreta o mundo de forma diferente, o papel e o objetivo da antropologia é analisar a cultura e sua diversidade na sociedade humana.

0 comentários:

Postar um comentário