sábado, 21 de junho de 2014

HQ - O Cavaleiro das Trevas #23

A HQ O Cavaleiro das Trevas 23 finalmente dá a conclusão da pequena (e inútil) saga do Cara de Barro. A HQ não demonstra grandes lutas, nem um grande roteiro, mas demonstra algumas boas aparições de personagens e, algumas citações bem interessantes.

A HQ começa nos mostrando como é fácil pro Cara de Barro fazer qualquer coisa, se usar a inteligência. Enquanto acontece uma "expedição" pela bolsa de valores de Gotham, Cara de Bairro se espreita por de baixo de um dos cofres, assumindo outra forma e gritando por ajuda. Quando as portas são abertas, ele ataca e chama seus companheiros de assalto. E, quando eles terminam o trabalho do quebra-quebra, Cara de Barro usa sua estratégia: os bandidos contratados por ele são mercenário de gangues rivais e, logo depois de eles realizarem o trabalho, Cara de Barro os mata usando, hã, espinhos de barro (?!).
Quando vai atacar uma mulher inocente, Batman chega e salva o dia, em uma cena que ocupa duas páginas inteiras, e é realmente bonito.. Deem uma olhada:



Ao cair da janela, Batman é perseguido por Cara de Barro, a tempo de testar sua recém-adquirida arma, que é capaz de detê-lo (acho que o único propósito dessa história é demonstrar que em ocasiões futuras, Batman tem uma arama para detê-lo). Após uma pequena luta e, tentativas falhas com a arma, Batman é avisado por Alfred que a arma deve ser usada em um lugar aberto, que tenha espaço ao redor do vilão, para que o lacre seja preciso. E, então vemos Batman perder o Cara de Barro de vista (que derrota!).

Então, apesar de chegar na melhor parte da HQ, a história muda totalmente de sentido e foco. Enquanto primeiramente víamos a tentativa de prender o Cara de Barro, o foco é mudado agora para a busca de Batman em saber quem detinha e espalhou as informações de seu relacionamento com sua namorada morta. E, a primeira pessoa que ele vai visitar é o meu querido Chapeleiro Louco. Depois da saga de origem dele, toda aparição me deixa animado. E, é nessa HQ que podemos ver sua loucura e seu trauma, já que vemos ele riscando a parede enquanto conta pra si mesmo a traumática história de sua vida. Além disso, podemos ver um certo "medo", interpreto eu dessa forma, que os vilões ficam do Cavaleiro das Trevas: quando questionado por esse, Chapeleiro bota as mãos no ouvido, dizendo pra si mesmo que é só uma voz em sua cabeça. 

Depois disso, Batman vai interrogar um sonolento pinguim, o perguntando sobre as informações que seus capangas adquiriram em uma visita ao Chapeleiro. E, é então que vemos uma fantástica frase: "Toda informação é útil quando bem aplicada". Frase essa que defende o quanto o conhecimento de algo, ao ver dos outros inútil, como HQs pode ser importante se bem aplicada. Quando perguntado sobre a estratégia de Cara de Barro, Pinguim diz outra ótima frase: "Ele (o Cara de Barro) é a única pessoa com mais rostos nesta cidade do que nosso amigo Harvey Dent...". Um ótimo trocadilho com o Duas Caras, não acham? Então acontece uma coisa que acontece em todas as mídias do Batman. Uma coisa pequena, que me incomoda bastante: enquanto Pinguim continua a falar, Batman simplesmente some. Ok, eu sei que Batman é ágil e veloz, mas de jeito nenhum eu consigo admitir tal velocidade e destreza, a ponto de sair de um lugar enquanto por no máximo dois segundos, uma pessoa desvia o olhar. Eu não consigo! Mas, prosseguindo...

Vemos um ponto interessante quando percebemos que apesar de não demonstrado, as ações dos vilões causam grande temores tanto na polícia quanto no Batman, demonstrado quando ao se encontrar com o Comissário Gordon, Batman dá um tapa em sua cara para conferir. Eu não lembro, mas provavelmente o Cara de Barro muda de sua forma quando golpeado. Alguém saberia me dizer? 

Pro final, vemos mais uma falha tentativa de assalto do cara de barro. Quando vai assaltar uma mina de diamantes, Jim e Batman usam a já planejada estratégia de levá-lo para um lugar aberto. Vários policiais disfarçados de Batman deixam Cara de Barro quase apavorado, o fazendo fugir para a área exterior a mina, onde outros vários "Batmans" o esperam. Paralisado, Cara de Barro é facilmente (bom, um policial disse que essa é a sexta emboscada que eles fazem para o Cara de Barro. Então, não é bem facilmente...) capturado por Batman, que o puxa com seu helicóptero. Algo que me deixou em dúvida, foi como eles sabiam que o cara de barro estaria ali, a ponto de arrumar todo o circo para a chegada dele. Pode ser que a mina seja algo forjado pelos policiais, mas isso não é deixado claro. 

Então, vemos Cara de Barro preso em sua nova cela no Asilo Arkham, dessa vez completamente vedada, nova e aprimorada. Onde a respiração do Cara de Barro é feito por um sistema de ventilação de pressão negativa, semelhante a laboratórios de biossegurança, onde vírus são mantidos. Mas, a preocupação do Comissário não abaixa, quando ele aponta: "A única coisa que o Cara de Barro precisa é uma rachadura minúscula". Gostei dessa fala pois demonstra a capacidade que o vilão tem, o que explica qualquer fuga sua do asilo. E, é nessa cena que vemos a nova cela do Cara de Barro, que demonstra uma aparência sinistra:



0 comentários:

Postar um comentário